Luciana de Melo
 

Vendo uma cena de caminhoneiro na estrada, na reprise de O Rei do Gado, lembrei da época em que trabalhei no Interior.

Estava formada em jornalismo. Meu namorado era de São Miguel Arcanjo e levou meu currículo para uma TV em Itapetininga. Mesmo sabendo que praticamente pagaria para trabalhar, aceitei o emprego. Fui morar em São Miguel Arcanjo, na casa de uma amiga, e trabalhava em Itapetininga, distante cerca de 50 quilômetros.

A princípio ia de ônibus. Trabalhava pela manhã como repórter. Ao mudar para apresentadora do jornal, saía da TV à noite, depois do horário do último ônibus entre as cidades, e precisei levar meu carro, que até então estava em São Paulo. Pegava a Raposo Tavares, num trecho de pista dupla, sem iluminação. Só caminhões no trajeto. Mas os motoristas desses veículos agem de maneira muito diferente nas estradas do Interior. Davam passagem, sinalizavam perigo, eram “amigos”.

Era nova de carteira, aprendi a dirigir ali. Também perdi o medo nesta fase. Estava em 1991 e fazia meu trajeto ouvindo uma fita K7 no toca-fitas do meu Prêmio. A fita tinha várias músicas do Erasure: Oh L´Amour, Blue Savannah, Stop!, entre outras. Daquelas fases que parecem ter acontecido em outra vida. E como é gostoso isso, lembrar fases e histórias que não parecem as nossas...



Escrito por Luciana de Melo às 14h06
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 46 a 55 anos



HISTÓRICO



    OUTROS SITES
     Luciana de Melo - locutora e jornalista
     Devaneios Musicais - Luciana de Melo
     Veras - Luciana de Melo
     Nova Brasil FM
     Jornal Paulista - Luciana de Melo
     Viaje que te ajuda!
     Mochilão sem fronteiras


    VOTAÇÃO
     Dê uma nota para meu blog!